sábado, julho 12, 2008

Quando a Lua entrou em Escorpião

Éramos sós. Entrei devagar. Fechei a porta, abri o casaco. O quarto era junto com a sala. Um sofá azul. Living us. Blues. Descalcei os sapatos. Abri o seu casado, soltei seus cabelos e minhas mãos se perderam entre fios, olhos, boca. Deitei no azul. Ela deitou abrindo meus botões, tirando sua blusa. Deitou sobre o meu azul. A paz no incenso isento de passado, ruas, estranhos, amigos, alheios passos. As palavras eram a meia-luz, o som. Segurou levemente os cabelos e entreolhou meus vãos, meus contornos, amou meus olhos com as mãos, os próprios meus seus olhos. No profundo da alma tocava e minhas pernas tremiam por estarem entreabertas, ela nos meios. Navegava devagar e remava com cada toque. Me sentia anterior a qualquer linguagem e me bebia. Me tomava firme e andava sobre mim. Estava cúmplice a cada passo do corpo dela entre meus corredores e eu não indicava. Ela sabia cada parte sem ter me conhecido, placas, sinais, adesivos. Era forte porque assim me sentia e se desprendia de si para mim com fé em minhas águas mansas. Sabia que assim era a fórmula da troca. Ela já tinha bagagem e viajou pelos rios da saliva, do ardor. A ponte do corpo percorria e me colocava por baixo para seguir seus passos. Ela por mim, em cima fluía, se mexia, remexia, dançava ao ritmo dos corpos. Astro e signo. Eu evoluía. E mesmo quando o gesto se soltava em nossos concretos, o silencio cantava. Nada além mais, se sentia a vontade, era espontânea a alma e o amor se afinava. Bastava.

3 comentários:

diana sandes disse...

"Segurou levemente os cabelos e entreolhou meus vãos, meus contornos, amou meus olhos com as mãos"
lindo isso

cafeína desvairada disse...

Meu Escorpião penetra a Virgem que mora em mim.

André Luiz disse...

Há um maravilhoso encanto nesse texto... leio, releio e pareço ouvir a voz do silêncio cantando... eu já a tinha ouvido tantas vezes, agora a reencontro em suas palavras tão especialmente talhadas com o bom gosto de sua - parafraseando você - alma aveludada...

Beijos

André

Ps.: Tenho novidades no meu blog, se tiver um tempinho para um texto um pouco mais longo... www.enxurradaseca.zip.net