quarta-feira, julho 02, 2008

Mars rouge

Fantasia e realidade me disputam
A fantasia tem dons curativos
Quando a realidade me faz Sangria com gelo.
Bebo e me visto de vermelho, quase púrpura.
Saio para mais um ritual d’água.

2 comentários:

cafeína desvairada disse...

A fantasia é o mar vermelho da minha falácia.

Silvião Côrtes disse...

D'águas vermelhas com sangue, curam a alma permissiva da dona da madrugada. Olhos são janelas para um algo que não se encontra nem no meio da noite. Almas perdidas de amor e desejo. Somos como água, como águia, como sangue. Somos como o passado que conta que foi e nunca volta a sua própria derrota! Grande abraço Isa, sinto falta de sua visita. PAZ!!