terça-feira, abril 20, 2010

Um significado subjetivo para loucura

A loucura é a ponte partida sob o abismo das paixões. É o exagero rígido ou a ausência de eixo ocasionada pelos conflitos entre o centro e o meio. Toda forma abissal possui em si mesma uma fascinante dualidade de sentido. O perder de mão dos limites particulares. A loucura é partículas sem lares, errantes, mas isoladas pelas partidas e chegadas das suas edificações fragmentadas à margem de qualquer ordem ou sistema alheio ao seu próprio autêntico, seguidoras somente de suas múltiplas influências abismadas. Estas que atraem “o louco” para a beira, obedecendo suas regras internas para o fundo do abismo incompreendido pela superfície. O ser abismado é o sacrifício/sacrificado da paixão. Aquele que abandonou o logos solar para viver o escuro transformável do seu casulo – o fundo do mar inconsciente – a solidão em busca de seus íntimos significados. A loucura é o efeito abismal do eu transformado em esconderijo, elo secreto e difuso do ensimesmado com os objetos de suas paixões.

2 comentários:

San disse...

Disse tudo amiga, a loucura é a ponte de partida pro absimo mesmo. Concordo com vc rs. Bjao

Fabrício Flávio disse...

Você, minha prima-irmã, é uma seta que segue seu caminho rasgando o vento e o tempo.
Nada nem ninguém pode querer te segurar... quem tem sorte pode te ver passar. Eu tenho!

Beijos